Matrimónio

Todos os conteúdos das revistas Libellus são importantes para nós mas a edição 7 apresenta-se de maneira ainda mais especial pois a sua forma está intimamente conectada com o Ritual da Missa, neste caso, a Missa Ritual de Matrimónio. Assim sendo, as 12 composições inéditas que agora publicamos vão percorrer os vários momentos da celebração matrimonial. Com opções diversas, este número apresenta um leque de complexos instrumentais variados, que sustentam as vozes e que podem e devem ser explorados pelos diferentes agentes dedicados à Música Sacra.
Mais uma vez, desejamos contribuir com um número de qualidade para todos quantos se dedicam a esta importante arte e para que a dignificação da música seja uma constante.

Libellus 7

Em Roma, em Março de 2017, no congresso subordinado ao tema "Música e Igreja:
Culto e Cultura 50 anos da Instrução Musicam Sacram", promovido pelo Vaticano,
Eugénio Amorim, compositor fundador da revista Libellus, apresentou a conferência "O Músico ao serviço da Comunidade Cristã." - neste número, é dada à estampa a sua intervenção.
Também neste número, José Carlos de Miranda, apresenta um artigo onde fundamenta o alcance antropológico do uso da 2ª pessoa do plural nos textos litúrgicos.

Conhecer as partituras

Partituras Incluídas

  • O Deus de Israel vos enlace
    Fernando C. Lapa

  • Kyrie | Missa Brevis
    Eugénio Amorim

  • Feliz o Homem
    Fernando Valente

  • O Senhor vos abençoe
    Manuel Luís / João Santos

  • Aleluia
    Eugénio Amorim

  • Que o Deus de Israel
    Fernando C. Lapa

  • Em Vós, Senhor, eu pus a minha esperança
    Pedro de Miranda

  • Sanctus e Benedictus | Missa Brevis
    Eugénio Amorim

  • Agnus Dei | Missa Brevis
    Eugénio Amorim

  • Eis como será abençoado
    Fernando C. Lapa

  • O Salutaris Hostia
    Joaquim dos Santos

  • Ave Maria Virgo Serena
    Fábio Videira

Libellus Usualis

Ao ouvirmos muita da música sacra do passado, podemos afirmar de forma generalizada, e sem grande controvérsia, a sua elevada qualidade artística. O mesmo, contudo, não pode ser afirmado do que se ouve hoje. (...) Que dizer do que é conhecido das descrições da vida musical nas mais diversas Catedrais e Igrejas nos séculos XVII e XVIII, quer em Portugal, quer em Roma, quer mesmo noutros locais e do que posso observar hoje? São tantos os exemplos que chegaram até aos dias de hoje que nos surpreendem, que nos movem, que nos transmitem um tal prazer de ordem estética, que nos transportam a um plano do inexprimível... “Quando o homem entra em contacto com Deus, as simples palavras não são suficientes.”

Matrimónio

Depósito Legal 423874/18
ISSN 2183-1874
91 páginas
Fevereiro de 2018

-
+

18 € SUBSCRIÇÃO (Libellus 7 & 8) Anual 2018 - 2 EDIÇÕES